Tag

Frances Houseman

Browsing

Um dos clássicos mais queridinhos da Sessão da Tarde, Dirty Dancing – Ritmo Quente, irá ganhar um remake televisivo feito pela emissora norte-americana ABC, que divulgou recentemente o primeiro teaser da nova versão. O telefilme será lançado no dia 24 de maio nos EUA.  Até o momento não há previsão de estreia para o Brasil.

Colt Prattes vai reviver o papel de Johnny Castle, o dançarino sedutor,  interpretado por Patrick Swayze no clássico de 1987. Já Abigail Breslin será  Frances “Baby” Houseman, papel que, no passado, ficou a cargo de Jennifer Grey. No teaser, vemos Abigail e Colt reproduzido uma das cenas mais icônicas do filme original, onde Jennifer Grey corre até Patrick Swayze, e salta nos braços do par, que a segura no alto, como num voo.  Confira o trailer abaixo:

 

https://www.youtube.com/watch?v=QX9YP6W1VsE

 

O remake terá três horas de duração e contará com diversas músicas e coreografias, além de, é claro, um clima nostálgico, garantido pela aparição de momentos que ficaram eternizados em Dirty Dancing, como por exemplo a marcante frase:  “Nobody puts Baby in the corner” (“Ninguém deixa Baby no canto“, em tradução livre) e “(I’ve Had) The Time of My Life” na trilha sonora.

A Lionsgate TV, uma produtora independente de cinema e televisão, ficou encarregada pela produção do telefilme, já a direção coube à Wayne Blaier (Música da Alma). Os atores Bruce Greenwood, Katey Sagal, Debra Messing, Sarah Hyland, Nicole Scherzinger, e Billy Dee Williams, completam o elenco. A coreografia é de Andy Blankenbuehler.

Foto: ABC

No verão de 1963, a jovem Frances Houseman, ou “Baby” como é chamada por seus familiares, viajou com seus pais, Marjorie e Jake Houseman e sua irmã mais velha, Lisa. O destino da família foi um resort em Catskills. Diferente de Lisa que só pensa no mundo da moda, Frances é uma garota muito sonhadora. Certo dia, ajudando os funcionários do Hotel, Baby ouve um barulho e descobre que aquele local é o ponto onde os colaboradores se divertem após o expediente e acaba  conhecendo Johnny Castle, um dos instrutores  de dança

Quando a parceira de dança do Johnny, Penny Johnson ficou grávida após o envolvimento com o garçom Robbie Gould, Frances se oferece para ficar no lugar dela, mas apesar de Johnny não concordar com a ideia, acaba aceitando por não ter outra opção. Com os ensaios, o casal passa a conviver e se conhecer e com o tempo se apaixonam um pelo outro. Mas para viver esse romance, o casal vai passar por alguns obstáculos, pois o pai de Baby não concorda que ela se relacione com Johnny por ele fazer parte de outra classe social – nesse momento, é impossível não lembrar do clássico Romeu e Julieta.

O filme é ótimo e sempre vai ser lembrado por aqueles que curtem um romance. Além do romance do casal, também é apresentada toda a sensualidade da dança e as diferenças entre classes sociais. Podemos observar a evolução de Baby durante os ensaios que no começo era uma garota completamente desengonçada e com o passar do tempo fica mais destemida.

A trilha sonora é marcante durante todo o filme, mesmo em cenas que não chamam tanto a atenção do telespectador. As músicas mais destacadas do filme viraram uma trilha sonora com mais de vinte faixas com o tema: “I’ve Had The Time of My Life” e fazem parte das melhores músicas do cinema.

A dança final é o ápice do filme! Nesse momento é perceptível a química entre Frances e Johnny. A ótima coreografia apresentada chegou a ser reproduzida em alguns casamentos, programas de TV e eventos dança. Além da ótima apresentação, é nítido o entusiasmo da platéia que ovacionou o casal de aplausos no final.

 No ano de 1987, Dirty Dancing ganhou o Oscar de melhor canção original por “I’ve Had The Time of My Life”. Patrick Swayze(Johnny) e Jennifer Grey (Baby) foram eleitos os melhores ator e atriz na habilidade de filmes para comédia e musical. Vale a pena conferir o clássico dos anos 80 que sempre ficará na memória dos amantes de comédia romantica.

Foto: Divulgação
Foto: Cena de dança no filme