Marília Mendonça: veja o que rolou no retorno triunfal da cantora no Espaço das Américas

Você pode até não gostar de sertanejo, mas é impossível nunca ter ouvido falar de Marília Mendonça, a “Rainha da Sofrência”, ou ter escutado ao menos um refrão de uma de suas músicas. A cantora, que estava de licença maternidade desde dezembro de 2019, quando deu luz a seu primeiro filho, Léo, acaba de retornar aos palcos na madrugada de sexta para sábado (06), no Espaço das Américas, em São Paulo.

A expectativa para o retorno era gigantesca tanto para Marília, que ficou fora dos palcos por três meses, quanto para seus fãs, que esgotaram os ingressos de sexta e do segundo show, que aconteceu na madrugada de sábado para domingo (08). A noite especial foi televisionada pelo Multishow, que mostrou a apresentação ao vivo na TV, dando oportunidade também aos fãs que não conseguiram adquirir os ingressos.

Ao som de “Bebi Liguei”, Marília Mendonça foi ovacionada pelo público e comandou o coro, que se estendeu durante duas horas. A sertaneja trouxe para a noite paulistana a turnê 2020 de “Todos os Cantos”, que conta os sucessos de seu último álbum, como “Supera”, “Graveto” e “Some Que Ele Vem Atrás”. Os hits mais antigos como “Infiel”, “Ciumeira” e “Eu Sei de Cor”, não ficaram de fora.

Nem só de músicas da Marília e sertanejo a turnê “Todos os Cantos” é feita, a cantora fez questão de trazer sucessos atuais e que marcaram época, como o axé “Contatinho”, de Léo Santana; os funks “Invocada”, de Ludmilla e “Combatchy”, da Anitta; e a romântica “Palpite”, eternizada na voz de Vanessa Rangel.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vale destacar também a roupagem mais dançante que a cantora trouxe para as suas músicas, dando ainda mais ritmo e batida, remetendo, muitas vezes, ao reggae e o funk.

Ao cantar “Tentativas”, Marília Mendonça pediu a ajuda do público. Com a voz embargada, a cantora avisou “vai do jeito que vai”. E foi, com a força que ela tem de uma voz tão singular e, claro, com o público entoado o canto junto a ela.

Marília falou para os fãs sobre a falta que ela sentia das apresentações, o nervosismo de voltar ao palco e da energia que os fãs transmitem para ela. Mesmo a “voz travada” não apagou o brilho do evento e a importância dele para a sua carreira e para quem a acompanha.

A coletiva de imprensa

Antes de se apresentar, a cantora Marília Mendonça conversou com a imprensa para falar sobre sua tão esperada volta aos palcos, maternidade, as principais mudanças na vida pessoal e profissional após a chegada de seu filho e, claro, da sua nova turnê.

Marília falou da ajuda que recebe de sua mãe para cuidar do Léo e sobre a insegurança de voltar ao palco. “Eu acho que o sinônimo da palavra mãe é culpa, a gente sente culpa de tudo, por não dar conta disso ou daquilo, por estar indo trabalhar e deixar o filho. Mas me sinto muito feliz por querer estar aqui agora, sei que consigo amar ele e fazer isso é uma demonstração de amor, porque tenho certeza que vou dar muito mais valor a tudo que eu vivo e ao meu trabalho sabendo que eu tenho uma vidinha para eu cuidar”, comenta.

A cantora explicou que “Todos os Cantos” recebeu esse nome pela sua ambiguidade ao referir cantos como vozes e lugares. Além disso, ela fez um balanço sobre o projeto iniciado no ano passado. “Sonhar com o projeto é uma coisa, tomar a decisão e enfrenta-lo é outra completamente diferente. Teve, tem e vai ter muito perrengue, mas o nome e a marca Marília Mendonça aumenta cada vez mais, sendo que existe uma antes e outra depois de ‘Todos os Cantos’”, explica a cantora.

Ao final da coletiva, a Som Livre fez a entrega da placada de 10 milhões de inscritos no YouTube Brasil, pelo seu canal na plataforma, que já conta com mais de 14 milhões de inscritos, sendo a única artista brasileira a alcançar esse feito.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A turnê Todos os Cantos

A turnê “Todos os Cantos” nasceu do sonho de Marília de cantar, literalmente, em todos os cantos do Brasil. Em 2019, a cantora passou por diversas capitais do país arrastando multidões para shows gratuitos em praças públicas.

Na coletiva, Marília revelou que não há datas confirmadas para os próximos shows da turnê e que tudo seguirá como no começo do projeto, por meio de EPs, mas que ao decorrer do tempo mudanças podem acontecer.

O cenário que seguirá na temporada 2020 é um espetáculo a parte tanto na tecnologia quanto no conceito, que tem como premissa trabalhar o sentimento das pessoas que estão assistindo, fazendo conexão com as letras tocadas. “Trouxemos mais de 40 atores e criamos um roteiro para cada música. Sempre temos a interação da Marília com o painel ou com a luz”, explica Thiago Silva, diretor do show.

Na música “Serenata”, por exemplo, o telão apresenta o cantor Falcão, citado na letra. Em “Todo Mundo Vai Sofrer”, aparece o rosto de uma atriz chorando e as pétalas de uma flor, escritas “não me quer” vão caindo aos poucos. Já a “A Culpa é Dele”, duas amigas aparecem brigando por causa de um homem.

Mas é logo no começo que o cenário tem um papel fundamental; há uma narração divertida sobre a sofrência que o show pode causar, seguida de vídeos das apresentações da turnê da cantora pelo país. “Fizemos um video mapping no rosto da Marília, trazendo a história que ela passou pelo Brasil em 2019. A surpresa fica para o final, que foca no olhar dela direcionado para este momento”, finaliza o Thiago.

Marília Mendonça
Foto: Guilherme Moura

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s