‘Homem Aranha: De Volta ao Lar’: um filme sobre Peter Parker

O bom e velho amigo da vizinhança está de volta para o seu mais novo filme solo: ‘Homem Aranha: de Volta ao Lar’ (Spider-Man: Homecoming), e o título não poderia ser mais propício, já que foi o retorno do personagem para os Estúdios Marvel.

Temos o retorno de Tom Holland no papel principal como Peter Parker, um garoto de apenas 15 anos que adquiriu grandes poderes – e com eles grandes responsabilidades -, que tenta, de alguma forma, utilizá-los para fazer do mundo um lugar melhor de se viver. Mas como um adolescente pode conciliar todas as suas responsabilidades e salvar o mundo, ao mesmo tempo? É justamente aí onde o longa de 135 minutos acerta!

Aqui temos um Peter Parker ingênuo, inexperiente e imaturo que sonha em entrar para a equipe dos Vingadores para dar sentido maior aos seus poderes do que prender ladrões de bicicletas. Tony Stark (Robert Downey Jr.), adota o garoto como pupilo, após tê-lo recrutado em ‘Capitão América: Guerra Civil’ (Captain America: Civil War) e passa a atuar como mentor do rapaz. Mas não precisa se preocupar, o Homem de Ferro não rouba a cena no filme, já que todas as suas aparições são precisas e bem pontuadas, dando o espaço que o Aranha precisa para brilhar.

As coisas começam a ficar complicadas quando Peter enfrenta uma gangue munida de armas poderosas feitas à base de tecnologia chitauri, raça alien apresentada em ‘Vingadores’ (Avengers). O líder da trupe de bandidos é ninguém menos que Adrian Toomes (Michael Keaton), o Abutre. E dessa vez, o vilão não tem planos maquiavélicos para conquistar o mundo; sua verdadeira sede é pelas armas das indústrias Stark e pela tecnologia alienígena que lhe foi tirada dele anos atrás.

Outro ponto positivo é que temos uma aproximação maior com a persona de Peter Parker, coisa que nos outros filmes foi pouco explorado. O acompanhamos na escola; tendo dificuldade em se aproximar de Liz Allen (Laura Harrier), sua primeira paixão; sofrendo bulliyng do seu colega de classe, Flash Tompson (Tony Revelori); escondendo sua identidade heróica da sua tia May (Marisa Tomei); passando os dias com Ned (Jacob Batalon), seu melhor amigo e fiel escudeiro; ou mesmo comprando um lanche antesde  ir patrulhar as ruas de Nova York .

Tom Holland consegue trazer os dramas pessoais de Peter, nos lembrando da nossa própria adolescência, ou nos fazendo questionar o que faríamos em seu lugar: ficaria em uma festa com a pessoa por quem estamos apaixonado, ou iria investigar um lugar suspeito? O filme apresenta dilemas pessoais de alguém que quer mostrar o seu valor, que quer ser reconhecido pelos outros e quer fazer mais pelo próximo.

A soma de tudo isso só poderia resultar no melhor filme do Homem-Aranha, até agora. E é com grande prazer que dizemos: bem-vindo de volta, amigo da vizinhança!  

Foto: divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s