E aí, gente? Tudo bacana?

Eu me lembro de quando comecei a ver seus vídeos. Um dia comum numa sala de aula qualquer, uma amiga me falou sobre duas meninas de Santa Catarina que tinham um canal no Youtube e eram muito engraçadas e doidas. Essa minha amiga me mostrou um vídeo em que uma menina com cabelos pretos lisos e bem longos e uma outra, loira, do cabelo bem curtinho começaram a cantar uma música sobre uma tal de Ana Júlia.

Me lembro até hoje do “OH MÃE, TACA MINHA LANCHEIRA AI”, que a morena gritou nos primeiros versos da música . Minha amiga me disse que o nome dela era Thalita e o da loira era Gabriela. Não sei o porquê, mas depois daquele dia não consegui mais desapegar daquelas duas. Os “famigerados challenges”, as histórias da amizade, os vídeos que pareciam conversar comigo…

O Depois das Onze começou e seguiu fazendo parte da minha vida. Terminei o Ensino Médio, entrei na faculdade, comecei a trabalhar. Quase adulta, todas as segundas e quartas entrava no aplicativo do Youtube no meu celular e tinha um momento de fuga, uma diversão. Um refúgio seguro desse mundo cinza e sem graça que a gente vive.

Depois de mais ou menos dois anos ao lado delas, mesmo sem que elas soubessem da minha existência, o canal anunciou a peça e eu fiquei paralisada. Eu ia poder conhecê-las, e agradecer por tudo que elas tinham feito por mim, mesmo sem saber. No dia 13 de março de 2017, eu estava na faculdade e só conseguia pensar na live que elas estavam fazendo pra contar o nome da peça e as datas de apresentação em cada estado.

Assim que abriu a venda eu corri pra comprar e… estava esgotado. TUDO TINHA ACABADO EM MENOS DE 24 HORAS! Chorei demais, mas São Paulo pediu muito nas redes sociais e foram abertas quatro sessões extras. Corri pra frente do computador no dia e horário certo e atualizava a cada cinco segundos a página do Ingresso Rápido.

O site travou e a minha respiração também. Passei pelas fases de tristeza, raiva, depressão e aceitação em menos de cinco minutos. Cheguei a desistir em certo ponto, mas ao entrar no site de novo lá estavam as cadeiras em verde, pulsando pra eu conseguir comprar. E eu consegui – um lugar muito bom por sinal.

Uma semana antes da estreia da peça em Florianópolis, dia 1 de maio, elas lançaram o clipe da música que tinha o mesmo nome da peça e ia tocar no final de todas as apresentações, de todas as cidades, do começo ao fim da turnê: Tudo Bacana. A música falava sobre amizade, sobre os bacanas e sobre o canal. Dava pra ver a felicidade delas cantando, dançando e atuando no clipe. E a minha também, aqui do outro lado da tela.

Então o grande dia 4 de junho de 2017 chegou e eu peguei um ônibus e dois metrôs pra chegar até o Teatro Gazeta. Coincidentemente, naquele mesmo dia, elas atingiram a meta de 2 milhões de inscritos. DURANTE a apresentação da manhã daquele mesmo dia. Às 15 horas chegaram e elas entraram no palco. Aquela sensação que eu tive na sala de aula quando as vi pela primeira vez, aquele sentimento de descobrimento, mas ao mesmo tempo algo familiar, me atingiu de novo.

E eu senti uma lágrima escorrer pela lateral do meu sorriso.

Eu agradeço pelo “TUDO BOM contigo?”, pelo “Cê tá bem boa”, e pelo “Isso aqui é um/uma (insira aqui qualquer coisa), tá meninas?”, pelas blogueirinhas, pelos challenges, pelas fitas na cara, tintas, ovos e tortadas. Agradeço pelos momentos em que eu busquei uma ajuda e vocês estavam lá. Agradeço pelos momentos em que vocês me ajudaram a tomar alguma decisão. Agradeço simplesmente por vocês um dia terem sentado no sofá da casa da Thalita e decidido brincar de Youtuber.

Respondendo ao que elas perguntam no começo de todo vídeo, sim, está tudo bacana. Pelo menos enquanto nós, bacanas, tivermos vocês

Foto: Dia Estúdio – divulgação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s