Dia Mundial do Hambúrguer: a arte de seduzir pelo sabor

Como é se apaixonar? É sentir a mão suar, o coração acelerar, é aquele friozinho na barriga ao visitar a pessoa amada. Mas fique tranquilo, ainda não estamos falando sobre o Dia dos Namorados. Assim também é descrita a paixão pelo hambúrguer.

A sensação de avistar aquele prato suculento apoiado na mão direita do garçom que dobra a esquina do balcão para vir ao seu encontro é esplendoroso. É momento de ficar indeciso do que fazer. Se levanta para cumprimentá-lo, beija de cara ou morde? Santa indecisão! Ao final, agradeço e me despeço lentamente a cada saborear dos lábios.

Hoje é o Dia Mundial do Hambúrguer e em comemoração, não poderíamos deixar de falar um pouquinho sobre a sua trajetória.

Adaptado à culinária nacional, o hambúrguer se tornou o queridinho dos brasileiros, em especial dos paulistanos, mas o hambúrguer tem uma longa trajetória. Mesmo sendo popularizado nos Estados Unidos, seus criadores foram os alemães, imigrantes desembarcados do porto de Hamburgo, que levaram a especiaria para a América, em meados do século XIX, na feira mundial de Saint Louis. Mas suas origens vão mais além, por volta dos séculos XII e XIII: os povos Tártaros, tribos de nômades guerreiras que habitavam as estepes da Rússia, tinham por hábito amaciar a carne dura debaixo das selas dos cavalos enquanto cavalgavam.

Uma carne em meio a dois pães marca o início da popularização do hambúrguer nos Estados Unidos. Os primeiros a provarem essa especiaria foram os marinheiros, pela necessidade da proteína em seu organismo e por ser um alimento rápido. Logo essa ideia caiu no gosto da massa americana, por ser também um alimento prático e de baixo custo, o que se adequava a era da industrialização e que deu origem aos drive-ins e redes de fast foods. Hoje, com o incremento de outros ingredientes, o hambúrguer se tornou ícone mundial.

Comunidades pela internet, em páginas de redes sociais, grupos, blogs, sites, são alguns dos lugares em que pode ser encontrada a legião de fãs dessa especiaria. Eventos internacionais têm migrado para São Paulo para acompanhar o ritmo de crescimento da adoração pelo lanche. Competições de comilança e reuniões de hamburguerias já agitam a capital paulista, ao menos uma vez ao ano.

Na última década, o hambúrguer virou mania entre os brasileiros. Do cardápio das padarias, ele migrou para restaurantes renomados, com versões mais elaboradas, que podem ser apreciadas de garfo e faca. Em geral, nos estabelecimentos que vendem essa iguaria, os preços variam de R$ 7,00 o mais simples a R$ 45,00 as versões premium, que continuam sendo as mais solicitadas desde que a tendência foi lançada.

Nós do Portal Opa vamos aproveitar esse dia da melhor forma. E você, já sabe o que fazer com as dicas que demos durante esse mês?

Hambúrguer para comer de garfo  e faca / Foto: Caroline Lima

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s