“Corra!” – O suspense-comédia do momento

Quem está habituado a ler críticas de cinema em inglês certamente conhece o termo debut, usado para se referir ao primeiro filme da carreira de um diretor. Trata-se da estreia, do debute do diretor no mundo do cinema.

Não é algo muito comum um diretor conseguir emplacar um sucesso (tanto de crítica como de bilheteria) logo no seu primeiro filme, como fez Jordan Peele, diretor de Corra!, longa que estreia na próxima quinta-feira (18) no Brasil.

Lançado em fevereiro nos Estados Unidos, o debut de Peele arrecadou, apenas em seu fim de semana de estreia, mais de US$30 milhões, números que se tornam ainda mais impressionantes quando comparados ao seu orçamento de modestos US$4,5 milhões, troco de bala para Hollywood.

O hype em cima do filme é gigantesco, e a crítica especializada abraçou o suspense como seu queridinho de 2017. Para se ter uma ideia, o filme alcançou o incrível índice de 99% de aprovação no Rotten Tomatoes, site americano que reúne as avaliações dos principais críticos de cinema da mídia especializada.

Mas o que foi que chamou tanto a atenção do público neste filme de um diretor novato? Vamos por partes. Primeiramente, expliquemos o enredo: Chris (Daniel Kaluuya), viaja para conhecer os pais de sua namorada Rose (Allison Williams), uma garota branca de família tradicional. Apesar de ser bem recebido pela família, a maneira com que os pais da garota, seus empregados – um homem e uma mulher negra de comportamento bizarro – e convidados agem começa a deixar Chris com uma pulga atrás da orelha, e é aí que começa a paranoia e o suspense da película.

Os pais de Rose, um neurocirurgião e uma psiquiatra especializada em hipnose, parecem esconder algo, e estão a todo momento olhando para Chris como um cachorro de rua olha o frango da padaria girar. As coisas ficam ainda mais estranhas quando os convidados da festa promovida pelos pais de Rose chegam.

Mais que isso não podemos contar para não estragar a experiência do filme, mas é bastante óbvio o que acontece depois, principalmente para quem assistiu ao trailer do filme.

Oriundo da comédia, Peele, que além de diretor também é roteirista do filme, consegue alternar bem os momentos de suspense e comédia, e quem rouba a cena é o ator LilRel Howery, que interpreta o melhor amigo de Chris, um segurança de aeroporto com quem o rapaz conversa sobre as coisas estranhas que se passam naquela casa.

A tensão racial – assunto muito mais presente no dia a dia dos americanos do que no nosso – é exposta a todo momento, e logo nas primeiras cenas do filme já ficamos sabendo que ela será aspecto importante quando Chris pergunta à namorada se ela avisou seus pais de que ele era negro. 

O filme nos deixa apreensivos e desconfortáveis durante todos os seus 104 minutos de duração, principalmente quando as questões do racismo e do preconceito são expostas, na maioria das vezes em diálogos absurdos entre os convidados da festa e Chris.

Além disso, Peele joga à luz da discussão a questão do racismo velado, o que fica comprovado em falas repetidas mais de uma vez por Rose e seu pai, que afirma que ‘votaria em Obama novamente se pudesse’. É o famoso ‘não sou racista, inclusive tenho amigos negros’.

Entretanto, o thriller falha em não levar toda essa apreensão a um clímax satisfatório. Com 30 ou 40 minutos, o espectador já consegue matar, ainda que não exatamente, qual é a daquela família esquisita e o que vai acontecer com Chris, e a sangrenta conclusão não consegue fugir do lugar comum.

O último diálogo do filme é simplesmente hilário. Fica a impressão de que Peele o criou como uma punchline antes mesmo de escrever o roteiro, fazendo tudo culminar nesta última cena. O que não é pouco provável, tendo em vista a veia humorística do diretor.

As atuações são bem convincentes e Daniel Kaluuya está ótimo no seu primeiro papel de protagonista em um filme de destaque. O ator inglês consegue passar muito bem aquela sensação de “tem caroço nesse angu”.

No fim, Corra! pode ser considerado um ótimo filme de suspense e um grande debut para o comediante Jordan Peele, e não irá decepcionar quem entrou na expectativa por conta do enorme sucesso do filme nos Estados Unidos.

20172F22F282F06926adf-adbc-4c32-b2a8-45dc13825b04
Corra! Universal Pictures/ Reprodução

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s