X-Men Origens: Wolverine – Especial Logan

O primeiro filme derivado do sucesso da franquia X-Men nos cinemas chegou em 2009, com Direção de Gavin Hood e Roteiro por David Benioff e Skip Woods. ”X-men: Origens Wolverine”, mostra Logan (Hugh Jackman) tentando esquecer seu passado sombrio e finalmente encontrando o amor e a felicidade com Kayla Silverfox (Lynn Collins).  Mas a paz de Logan é abalada quando Victor Creed (Liev Schreiber), seu irmão cruel, assassina brutalmente Kayla. A sede de vingança de Logan o leva ao programa Arma X, e lá, ele passa por um processo doloroso para fortalecer seus ossos com Adamantium, o que o torna praticamente indestrutível.

O filme conta com uma história particular e íntima de Wolverine, um dos mutantes mais aclamados dos filmes da franquia da Fox. A trama carrega elementos de guerra, como batalhas e marcos históricos, e ação em lutas impactantes e enérgicas. O roteiro, por sua vez, não agrada tanto quanto os fãs gostariam. Muitos mutantes ficaram de fora, e a falta de coerência em diversas situações chega a incomodar.

No entanto, se o roteiro não um é dos melhores, não se pode dizer o mesmo da fotografia e da trilha sonora. Aqui, ambos estão em perfeita combinação e dão justamente todo o peso que a história de Logan precisa ter. Cores lavadas e tons sépia carregam a estrutura visual e conseguem fazer um bom trabalho de imersão. Já a trilha sonora costuma variar entre tons mais comuns em filmes de guerra como tambores e guitarras em solos frenéticos.

A atuação do elenco é razoável, porém, é Hugh Jackman que rouba a cena. A atuação de Jackman mais uma vez como Wolverine é intensa, e cheia de vitalidade. O filme não economiza em mostrar socos, cortes e explosões. Infelizmente, ele não utiliza o clássico uniforme dos quadrinhos e das séries de tevê, mas suas roupas como civil lembram muito as do desenho animado da década de 90.

O longa conta com belos efeitos especiais, excelentes sequências de ação, e uma história curiosa sobre o mutante com garras de Adamantium. Os fãs mais devotos não estarão totalmente satisfeitos com o desenvolvimento desde filme, no entanto, vale ressaltar que para uma história solo de um personagem, e por ser o primeiro filme a explorar Wolverine sem os seus companheiros, é algo que agrada o público geral e que ao fim, entrega boas doses de entretenimento.

Foto: 20th Century Fox / Divulgação
Foto: 20th Century Fox / Divulgação

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s