Dica de Leitura: O Escaravelho do Diabo

Após Hugo receber um pequeno embrulho contendo um besouro, é encontrado morto em seu quarto. Seu irmão Alberto, estudante de medicina, passa a procurar o responsável pelo crime ocorrido na pequena cidade do interior de São Paulo. Então um alucinante quebra-cabeça envolvendo um assassino em série passa a fazer parte dessa história recheada de mistérios. “Embarcamos como parceiros de Alberto na busca pelo assassino de seu irmão. O livro instiga a curiosidade do leitor e sua capacidade de análise crítica em relação aos acontecimentos da trama”, explica Letícia Silva, estudante de Produção Editorial.

O Escaravelho do Diabo é um clássico de suspense da literatura infanto-juvenil do Brasil, escrito por Lúcia Machado de Almeida, vencedora de diversos prêmios literários. “O Escaravelho do Diabo foi meu primeiro contato com a autora e hoje posso afirmar que ela foi um grande presente para a literatura brasileira. Tenho profunda admiração pelo seu legado literário”, diz Letícia Silva.

Esse foi um dos títulos publicados pela editora Ática, na Coleção Vaga-Lume que “fizeram a cabeça” dos estudantes no colegial. “Este livro em particular me pegou no turbilhão da pré-adolescência e me marcou muito. Na época, eu estava vidrada por tudo que era produzido pela Vaga-Lume, eu saia da biblioteca com três títulos deles diferentes todas as vezes e assim eu me deparei com O Escaravelho do Diabo”, relembra Letícia.

Por mais que a narrativa de suspense e ação que o livro traz seja recomendada para o público infanto-juvenil, a leitora indica a história para todas as idades. “O grau de complexidade da obra é ideal para aguçar sem subestimar. Sua estrutura narrativa estimula sem pressionar o jovem leitor. Mas recomendo a leitura a todos que gostam de um bom livro, sem exceção”.

Bem visto pela crítica e dado o grande sucesso entre os leitores, o Escaravelho do Diabo ganhou uma adaptação para os cinemas no mês de Abril/16. “A adaptação para o cinema foi bem nostálgica. As alterações no enredo como Alberto sendo um garoto de 13 anos descobrindo o amor, ao invés de um galanteador estudante de medicina, demonstra o apelo comercial para abranger e conseguir maior empatia ao público mais jovem e fazer com que o público antigo sinta-se criança de novo. Mesmo com algumas falhas de condução de roteiro, o filme tem uma fotografia ótima que nos transporta para o clima de suspense e mistério com uma dose muito bem administrada de violência.”, conta Letícia.

Capa do livro O Escaravelho do Diabo
Capa do livro O Escaravelho do Diabo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s